Momento único na vida de muitos deles’, diz técnico do Atlético de Alagoinhas.


Após ser vice-campeão baiano no ano passado, o Atlético de Alagoinhas terá outra chance de tentar levar o caneco para sua cidade natal. Neste domingo (23), às 16h, o Carcará enfrenta o Bahia de Feira, pelo jogo de volta da final do Baianão. O técnico Sérgio Araújo destacou a importância da partida que pode ser o único momento para muitos jogadores do elenco de serem campeões estaduais.

O primeiro encontro mostrou o equilíbrio e a vontade das equipes ao terminar com o placar de 2 a 2 no Carneirão. Após sair na frente e sofrer o gol de empate, o Tremendão fez o segundo aos 56 minutos da etapa final, mas o Carcará voltou a igualar no minuto seguinte. Desta vez, quem vencer levanta o caneco, enquanto uma nova igualdade no marcador leva a disputa para os pênaltis.

 Um fator que pode ser determinante na disputa é o do palco da final. A grama sintética da Arena Cajueiro pode dar uma vantagem ao time da casa. No entanto, isso é rechaçado pelo técnico Oliveira Canindé. O comandante lembrou que o Tremendão sentiu dificuldade parecida quando foi jogar no campo natural do Carneirão.

Para se adaptar ao piso da Arena Cajueiro, o Atlético de Alagoinhas fez sua preparação durante a semana em Serrinha. O estádio Marianão foi reformado recentemente e ganhou grama sintética. No entanto, o técnico Sérgio Araújo ponderou que o tempo de adaptação foi curto e que serviu para amenizar as dificuldades.

 “Adaptar um time em uma semana é muito pouco, você pode amenizar o processo. A gente tem condição de, em alguns momentos do jogo, entender que a bola está mais rápida, dosar mais o passe. Agora, o adversário está mais adaptado ao seu habitat natural. Ele conhece o campo, as dimensões. Ele tem uma forma de jogar diferente de quando joga fora de casa. Tudo isso nós observamos e analisamos. Então, a vantagem do campo ainda é do adversário”, afirmou ao BN.

 FICHA TÉCNICA

Bahia de Feira x Atlético de Alagoinhas 

Campeonato Baiano – Final – 2º jogo

Local: Arena Cajueiro, em Feira de Santana

Data: 23/05/2021

Horário: 16h

Árbitro: Marielson Alves Silva

Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos e Jucimar dos Santos Dias

VAR: Diego Pombo Lopez

 Bahia de Feira: Jean; Ricardo, Wesley, Hebert e Cazumbá; Victor Salvador, Jarbas, Diones e Bruninho; Thiaguinho e Deon. Técnico: Oliveira Canindé.

Atlético de Alagoinhas: Fabio Lima; Paulinho, Iran, Bremer e Edson; Gilmar, Kaefer e Dionísio; Robert (Reninha), Vitinho e Ronan. Técnico: Sérgio Araújo.

Fonte: Bahia notícias