Justiça condena a 83 anos de prisão professor de escolinha de Trancoso acusado de estuprar alunos


Justiça condena a 83 anos de prisão professor de escolinha de Trancoso acusado de estuprar alunos

Foto: Reprodução/Radar 64

A 2ª Vara Criminal de Porto Seguro condenou a 83 anos e 11 meses de reclusão, além de 262 dias-multa, o professor de uma escolinha de futebol do distrito de Trancoso, no litoral sul do município, por estupro de vulnerável contra seis alunos.

Wanderson de Souza Vieira, 32 anos, foi preso em dezembro de 2020, acusado de estuprar os alunos e gravar os abusos em vídeo. As vítimas tinham entre nove e 14 anos quando os crimes foram praticados.

Segundo noticiou o Radar64, a juíza Michelle Menezes Quatro Patrício também determinou que Wanderson pague R$ 6 mil a cada uma das cinco vítimas e R$ 12 mil à sexta vítima, como reparação pelos prejuízos emocionais sofridos.

Pela legislação brasileira, o condenado pode cumprir, no máximo, a 40 anos de reclusão.

Wanderson está preso desde o dia 18 de dezembro de 2020. As investigações policiais tiveram início depois que o instrutor perdeu o celular. Uma pessoa que encontrou o aparelho viu diversos vídeos e áudios mostrando os abusos e denunciou o treinador à polícia.

Ao ser preso, o acusado negou os crimes. No entanto, durante o processo judicial, os seis adolescentes narraram em detalhes, em depoimento à juíza, os atos praticados pelo réu quando ainda eram menores de 14 anos.

Segundo a magistrada, ficou comprovada a prática do crime de estupro de vulnerável pelo treinador contra as seis vítimas.